Dudu: Palmeiras aguarda proposta oficial para venda; Dinheiro equilibrará as finanças

 

Na semana que pode sacramentar a venda de Dudu, o Palmeiras segue esperando a proposta oficial do Al Duhail, do Catar. O time do Oriente Médio pretende oferecer 13 milhões de euros (algo em torno de R$ 80 milhões) para levar o camisa 7 do Palmeiras.

Publicidade

Espera-se que  o Al Duhail também inclua bônus futuros que podem elevar a proposta final para pelo menos 15 milhões de euros. Apesar de ainda não ter a proposta oficial, o Verdão admite, internamente, que a transferência pode ser concluída nos próximos dias e que é muito difícil segurar o atacante.

A diretoria deve entrar em acordo com o atleta, que já manifestou que interesse pela transferência. Em outras situações de assédio de clubes do exterior, o Palmeiras já havia dito que se um clube oferecesse o dobro do valor pago para trazer o atacante em 2015 (6 milhões de Euros), a diretoria não dificultaria a saída.

Além disso, o dinheiro de uma eventual venda de Dudu ajudaria a equilibrar as finanças alviverdes, que por conta da pandemia, está sofrendo impactos consideráveis. Fora o valor da transferência em si, há um outro fator financeiro que deve considerado: A redução da folha salarial. Hoje Dudu é disparado o atleta mais bem pago do elenco e o Palmeiras.

Em paralelo à negociação com o Al Duhail, o camisa 7 é acusado de agressão pela ex-esposa. Na semana passada, houve os primeiros depoimentos de testemunhas da confusão.

Na terça-feira, o atacante foi liberado dos testes na Academia de Futebol para prestar esclarecimentos em uma delegacia. Nos outros dias, não houve confirmação por parte do clube – nem registro de imagens – de que o atleta participou dos trabalhos em campo ao lado dos companheiros.

Peça chave em três títulos nacionais recentes (dois brasileiros e uma Copa do Brasil), Dudu foi alvo de ofertas nos últimos anos. De 2017 para cá, a diretoria palmeirense rejeitou pelo menos três investidas.

Em janeiro de 2019, o clube alviverde renovou com o atacante até o fim de 2023. O Palmeiras tem 100% dos direitos econômicos do camisa 7. 

 

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo