Ex-companheiro de clube diz que Heinze é doido: “Se vier, 1° atrito é com Felipe Melo”

Durante o programa “Arena SBT”, o ex-lateral Cicinho, que teve passagens por São Paulo, Real Madrid e Roma, repercutiu a negociação envolvendo o Palmeiras e o técnico argentino Gabriel Heinze. O ex-jogador relembrou o período em que Heinze, também ex-atleta, foi seu companheiro de clube na Itália entre 2011 e 2012.

Publicidade

“É doido, hein? O cara é doido. Com um mês de Roma, ele falou que o Totti não serviria para ser capitão. Boa sorte, Palmeiras! E depois que ele falou isso daí, ele jogou só mais dois jogos”.

Além disso, Cicinho também projetou possíveis problemas de Heinze, caso a negociação avance e ele seja anunciado como novo treinador do Verdão.

“Se ele vier, o primeiro atrito que vai ter é com o Felipe Melo. Escuta o que eu estou falando. Porque é muito estourado. Não sei como treinador, eu estou falando do que conheço ele como jogador, e como jogador, a postura dele não agradava nem os italianos, nem os brasileiros. E até alguns argentinos tinham o pé atrás com ele. Caso do Osvaldo, atacante argentino que era naturalizado italiano. Mas não sei como treinador”.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo