Final do Paulista deve ser vista como o Jogo da Vida para jogadores do Palmeiras

Hoje (5) as 21h30 na Arena Corinthians começa a decisão do título Paulista de 2020. Para o Palmeiras, só vencer o campeonato importa. Uma derrota para o rival pode encerrar um ciclo dentro do clube.

Publicidade

Desde o início da gestão de Maurício Galiotte em 2017, dos 12 jogos disputados, o Palmeiras venceu apenas 2 jogos contra o rival, empatando outros 2 e perdendo 8. Em 2018 perdeu a final do Paulistão no Allianz Parque, chegando na época a entrar com recurso jurídico para anular a partida e na sequência minimizou o campeonato, chamando-o de Paulistinha.

A torcida não está satisfeita com o retrospecto recente do clube e da forma que a equipe se comporta no Derby. Para tentar mudar este sentimento do torcedor, Vanderlei Luxemburgo certamente vai querer mexer com o emocional dos jogadores. 

É importante lembrar que a vitória também deve ser uma redenção para o treinador, que nos últimos anos foi chamado de ultrapassado por boa parte da imprensa esportiva.

Paralelo a tudo isso, o time ainda quer provar que consegue vencer e convencer sem Dudu. O jogador era o principal nome do elenco Palmeirense e foi negogiado junto ao Al-Duhai do Qatar. Para alguns jogadores, como Willian, Rony e Luiz Adriano, o Derby pode ser importante para preencher a lacuna deixada pelo antigo camisa 7.

Ingredientes para ressaltar a importância da vitória para o Palmeiras não faltam. Uma eventual derrota pode significar um desmanche no elenco e o fim da paciência da torcida. 

Ficha técnica da partida:

Data e horário: 05/08/2020, às 21h30 (de Brasília)
Local: Arena Corinthians
Árbitro: Raphael Claus
Auxiliares: Neuza Ines Back e Daniel Paulo Ziolli
Quarto árbitro: Vinicius Gonçalves Dias Araujo
VAR: Thiago Duarte Peixoto

Provável Palmeiras: Weverton; Marcos Rocha, Luan, Gustavo Gómez e Viña; Patrick de Paula, Gabriel Menino e Ramires; Willian, Rony e Luiz Adriano. Técnico: Vanderlei Luxemburgo

Provável Corinthians: Cássio; Fagner, Gil, Danilo Avelar e Carlos Augusto; Gabriel, Éderson, Ramiro, Mateus Vital e Luan; Jô. Técnico: Tiago Nunes.

 

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo