Indo na mesma linha de Luxa, diretoria cobra mais compromisso dos jogadores

Assim como boa parte dos torcedores e do treinador, a diretoria do Palmeiras entende que o time precisa de mais comprometimento para a sequência da temporada e para um bom rendimento nos campeonatos restantes.

Publicidade

O empate em 1 a 1 contra o Goiás (que possuía 16 desfalques) incomodou os dirigentes, que pensam de forma similar ao que disse Luxemburgo em entrevista coletiva ainda no Allianz Parque. Na ocasião, o técnico comentou a necessidade dos jogadores melhorarem o comprometimento.

Precisamos melhorar o comprometimento, melhorar a intensidade de jogo, melhorar uma série de coisas. No Campeonato Brasileiro, tem que ter melhora. Eles sabem disso.

O entendimento da diretoria é que nas duas primeiras partidas do Brasileirão, com exceção de um ou outro jogador, faltou maior compromisso do time de forma geral. O próprio presidente Maurício Galiotte disse em entrevista à TV Gazeta neste domingo (16) que o time ainda não convenceu.

O Palmeiras não foi bem, jogamos muito aquém do que a gente pode. Foi um jogo muito ruim (contra o Goiás). A gente pode e tem totais condições de evoluir. Estamos trabalhando para isso.

Atuar no Palmeiras não é fácil. Palmeirense é extremamente exigente. Além de conquistar, temos que jogar bem, temos que convencer, ganhar sempre. Então, como isso não ocorreu ainda contra times da Série A, esse é um indicativo importante. A gente tem que ficar atento, sim, porque isso aponta para a necessidade de evoluir, de melhorar.

Para a alta cúpula alviverde, a falta de rendimento nas últimas partidas não é responsabilidade apenas do técnico. No Paulistão, com um meio-de-campo diferente, Luxa teve o mérito de montar uma equipe capaz de pôr fim aos recentes insucessos contra o rival Corinthians e conquistar o título estadual.

Segundo fontes, a cobrança chegará aos jogadores hoje (17), na reapresentação do elenco na Academia de Futebol. A próxima partida do Palmeiras é contra o Athletico, na quarta (19), na Arena da Baixada em Curitiba.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo