Kleber Gladiador recorda polêmica no Verdão em 2011 e diz que diretoria era uma piada

Em entrevista ao jornalista Benjamim Back, da Fox Sports, Kleber Gladiador falou sobre algumas situações polêmicas de sua carreira quando defendia a camisa do Palmeiras.

Publicidade

Em meados de 2011, quando o Verdão não estava num bom momento, o craque viu seu nome envolvido em uma confusão após uma possível sondagem do Flamengo.

O Gladiador afirmou que em momento algum teria pensado em deixar Palmeiras, justamente por saber de sua importância para o elenco. Ele até relembrou o que disse Felipão na época: “Se eles quiserem o Kleber, que vendam a Gávea”.

“Era eu e (Marcos) Assunção, éramos considerados os três que tínhamos que carregar o negócio. Com todo respeito, não rebaixando os outros. Mas eram os três nomes com mais importância no clube, junto com o Marcão (goleiro), que já estava com o joelho ruim, fazendo menos jogos, meio que para parar”, recordou o atacante.

O jogador ainda contou que se viu extremamente desvalorizado ao pedir um aumento e uma nova proposta de contrato. Segundo ele, na ocasião, a diretoria do Palmeiras teria tratado do assunto de uma forma não profissional, dando a entender que ele tinha interesse em partir para Flamengo.

Mesmo após estes episódios, o jogador seguiu no clube. Todavia Kleber deixou claro que, caso a postura dos mandatários tivesse sido mais pensada, ele, sem dúvida, teria escrito ainda mais o seu nome na história do time paulista.

“Naquela época, tinha uma diretoria que não tinha condição nenhuma de trabalhar em um clube como o Palmeiras, era piada”, finalizou o atacante.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo