Luxa elogia Luiz Adriano, mas critica atuação apática do setor criativo do Palmeiras

Ontem (12) o técnico Vanderlei Luxemburgo concedeu uma entrevista após o empate do Palmeiras em 1 a 1 contra o Fluminense no Maracanã, na estreia do clube no Campeonato Brasileiro.

Publicidade

Um dos pontos questionados, foi a atuação de Luiz Adriano. Ao falar do atacante, o treinador elogiou o camisa 10 do Palmeiras, mas alfinetou o desempenho dos meio-campistas, que na concepção dele, não ajudaram muito o centroavante.

É um jogador que define, só precisa que tenha mais gente que enfie a bola pra ele.

Após este comentário, Luxemburgo também projetou os próximos jogos e como o meio campo precisa se organizar.

No Brasileirão são jogos mais difícieis… Os meias precisam ter condições de colocar o atacante em posição de fazer gols.

Embora o time não tenha saído com a vitória, o treinador disse que o jogo foi “um bom negócio” para o Palmeiras e explicou também porque entrou com um time misto em campo.

O Patrick (de Paula) ficou fora porque é o jogador que mais jogou (recentemente), e com o campo como está, que não está muito bom, é perigoso. Ele sempre vinha jogando os 90 minutos, então o pessoal da parte de ciência passou os dados e descansamos o Patrick e outros jogadores. Mudamos para ganhar no segundo tempo, poderíamos ter definido com o Luiz Adriano em uma chance clara. Faz parte. Se você não ganha, empate é bom negócio, mas tínhamos chances de ganhar o jogo.

Mesmo com a conquista do Paulistão, o Palmeiras segue sem vencer times da Série A em 2020. Dos 7 jogos disputados com equipes da primeira divisão, o time empatou 5 e perdeu outros 2.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo