Palmeiras sofre com a altitude, mas vence o Bolívar por 2 a 1 na volta da Libertadores

Quem achou que o Palmeiras teria vida fácil no confronto de hoje (16) contra o Bolívar no retorno da Libertadores, acabou se deparando com uma situação bem diferente.

Publicidade

O time do técnico Vanderlei Luxemburgo sentiu a altitude de 3.600 metros e sofreu para vencer o time boliviano por 2 a 1. Com o resultado, o Verdão encerrou um tabú de 37 anos sem times brasileiros vencer o Bolívar em La Paz.

Os gols do Palmeiras foram marcados por Willian, aos 31 minutos do primeiro tempo (após o atacante converter a penalidade sofrida por Rony) e por Gabriel Menino, aos 14 minutos da etapa complementar, após o garoto acertar um belo chute de fora da área. Já o gol boliviano foi marcado de cabeça por Riquelme, aos 22 minutos do segundo tempo.

Devido à lesões e recomendações médicas, o Palmeiras iniciou o jogo com uma formação alternativa: Weverton, Viña, Luan, Gómez, Marcos Rocha; Ramires, Gabriel Menino e Zé Rafael; Raphael Veiga, Rony e Willian.

Um dos destaques da partida foi o atacante Rony, que se movimentou bastante e buscou jogadas de profundidade, até ser substituído aos 29 minutos do segundo por Gabriel Veron. Ele inclusive foi eleito o melhor jogador da partida.

Vale mencionar que Gabriel Veron ainda quase ampliou para o Palmeiras aos 49 minutos do segundo tempo, após aproveitar o rebote de uma cobrança de falta de Gustavo Scarpa, que acertou o travessão. Todavia o atacante finalizou, mas o goleiro rival evitou o gol.

Com o resultado, o Palmeiras lidera o Grupo B da Libertadores e continua com aproveitamento 100% na competição, sendo 3 vitórias em 3 jogos.

O Verdão agora volta a campo no domingo (20) às 16h contra o Grêmio em Porto Alegre, em partida válida pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo