Palmeiras x Corinthians: O que esperar do segundo jogo da final?

Não foi a final dos sonhos de nenhum torcedor. Em um jogo tecnicamente fraco, Palmeiras e Corinthians empataram em 0 a 0 em Itaquera na primeira partida da decisão do título do Paulistão 2020.

Publicidade

Já não bastasse o clima fúnebre gerado pela ausência de torcida, as equipes não demonstraram um bom futebol e o clássico em certos momentos se mostrou bem maçante.

A melhor parte do jogo para a torcida do Palmeiras foi a apreciação dos jovens Gabriel Menino e Patrick de Paula. Os dois garotos provavelmente terão um futuro brilhante no futebol e mostraram bastante maturidade na partida disputada na Arena Corinthians.

Se quiser enxergar o copo meio cheio, o torcedor Palmeirense pode ver o empate sem gols fora de casa como um bom resultado. Afinal decidir uma final de campeonato em casa e sem iniciar em desvantagem é no mínimo interessante. 

Se quiser enxergar o copo meio vazio, o torcedor Palmeirense vai contestar mais uma vez o esquema tático e a quantidade de ligações diretas que o time faz entre a defesa e o ataque. Além de uma falta de brilho no futebol apresentado por parte do elenco.

O empate poderia muito bem ter sido uma vitória ou uma derrota. Pelo fraco nível do futebol apresentado pelas equipes, nenhum resultado seria surpreendente.

Se seguir o mesmo ritmo do primeiro jogo da final, a segunda partida não tem favoritos e traz somente um certeza: será entediante.

Mas textos críticos a parte, vou fazer um pedido como torcedor apaixonado: Alô Luxa, tem muita coisa em jogo nessa final. Ajusta o esquema tático, bota essa rapaziada para correr e jogar bem. Pra estar no Palmeiras, tem que jogar com raça e coração!

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo