Para surpreender, Luxa estuda como resolver dilema do Palmeiras: Ter ou não um camisa 10?

Em entrevista à TV Bandeirantes nesta segunda-feira, dia 11/05, o técnico Vanderley Luxemburgo disse que tem utilizado o período de isolamento para buscar alternativas para o meio campo do Palmeiras. O time alviverde sofre há certo tempo com problemas de armação e de estruturação de jogadas. O técnico mencionou algumas alternativas e o que espera com elas.

Publicidade

– Coloco o Dudu porque quero alguém que quebre linha, que drible para chegar ao gol adversário. Hoje, jogam um futebol reativo, ficam lá atrás esperando, e preciso de jogadores como Dudu e Rony, que driblem. Com o Dudu na frente dos volantes, tendo dois jogadores de lado, o Dudu limpa a jogada, dribla, aproxima da frente. Precisamos disso no futebol para limpar a frente – disse o treinador.

– Tenho o Lucas Lima e o Raphael Veiga, que posso usar para chegar à frente, mas sem drible, porque eles têm metida de bola. O Dudu não vai meter a bola, mas vai limpar, atrair zagueiro para a marcação e abrir espaço. Lucas Lima, Raphael e Dudu serão usados, dependendo do momento – complementou.

Veiga e Lucas Lima tiveram oportunidades ao longo da temporada, mas não convenceram. Luxa em determinado momento começou a apostar em um esquema com quatro atacantes. Dudu jogava mais centralizado atrás de Luiz Adriano, mas se revezava na função com Willian e até Luiz Adriano, com Rony mais aberto, porém também trocando de posicionamento intensamente com os colegas do setor ofensivo.

– E também posso usar três atacantes com três de qualidade no meio-campo, que joguem futebol e preencham espaço, trocando posicionamento, como Zé Rafael, Ramires, Gabriel Menino, Patrick de Paula, que se encaixam entre si. Como também posso voltar com o Dudu para o lado e entrar com um jogador mais técnico, para meter a bola – comentou Luxa

– Estou em casa, mais escondido do que tatu no buraco nessa pandemia, mas estudo as melhores possibilidades da equipe para voltar melhor do que estava. Quero ganhar coisa grande neste ano e, para isso, tenho que criar alternativa. Estou com uma vontade louca de fazer coisa boa. Não estou parado. Quero terminar em alto nível e o Palmeiras me dá essa oportunidade. Estou preparando a equipe para competir e ganhar – finalizou o treinador.

Por hora, o técnico acompanha em tempo real os treinamentos realizados por cada um dos jogadores em suas casas, simultaneamente. Ainda não há previsão de retorno dos treinos no CT e nem das competições.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo