Rotina de treinos do Palmeiras na Bolívia visa adaptação à altitude de 3.600m de La Paz

Buscando se adaptar da melhor forma possível para a partida de amanhã (16) às 21h30 contra o Bolívar em La Paz, o Palmeiras fez seu primeiro treino para a sua reestreia Libertadores.

Publicidade

As atividades foram feitas no Estádio Rafael Mendoza, do The Strongest, rival do Bolívar. O técnico Vanderlei Luxemburgo elaborou uma rotina para treino de passe e movimentação, com campo reduzido. Depois fez os jogadores treinarem finalização de curta e média distância, visando se acostumar com a altitude da cidade Boliviana.

Os jogadores que iniciaram a partida contra o Sport fizeram treino regenerativo e corrida em volta do campo. Lucas Lima, que foi diagnosticado com um trauma no tornozelo esquerdo, ficou sob cuidados do Núcleo de Saúde e Perfomance. O meia é dúvida para a partida.

Gabriel Veron, Marcos Rocha, Danilo, Gabriel Silva e Bruno Henrique, que entraram no decorrer do confronto contra o time pernambucano, treinaram normalmente. Já Luiz Adriano, que não jogou no último domingo, participou das atividades e pode ser titular na retomada da Libertadores.

Em entrevista ao site oficial do Palmeiras, Gustavo Gomez falou sobre as dificuldades de jogar na altitude de 3.600 metros de La Paz, experiência que ele já teve pela seleção paraguaia.

“A adaptação é difícil. Hoje (segunda-feira) eu e meus companheiros já começamos a entender a altitude e seus efeitos. A comissão decidiu vir dois dias antes para nos aclimatarmos melhor e isso vai ajudar bastante. Temos de estar focados e concentrados para o jogo, que é o mais importante. Precisamos jogar de maneira inteligente. Joguei com a altitude pela Seleção Paraguaia e precisamos marcar o adversário de perto e ficar ligado o tempo todo”.

Nesta terça (15), o Palmeiras volta ao estádio do The Strongest para fazer mais uma sessão de treinamentos antes da partida contra o Bolívar.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo