Rotulado por muitos como ultrapassado, Luxa inova na metodologia de treinos à distância

Sem data para retorno aos treinos presenciais por conta da pandemia do coronavírus, Luxa revelou em entrevista ao programa “Troca de Passes” do SporTV, como está sendo o direcionamento da comissão técnica no que diz respeito à rotina de treinamentos.

Publicidade

Chamado por muitos de ultrapassado, o técnico entendeu o novo contexto vivido e está buscando alternativas tecnológicas para que o Verdão consiga se devolver fisicamente e taticamente.

– Completamos os 30 dias de férias, mas os jogadores não podem voltar ao CT, porque não pode ter aglomeração e eles têm que ficar em isolamento. Aí em casa, sozinho, também em isolamento, comecei a pensar em alguma coisa que os fizessem serem treinados. Liguei para o pessoal da TI, pra TV do clube, e falei ‘temos que buscar alguma alternativa para eles voltarem a treinar’-  disse no início da entrevista.

Na última semana o Verdão inciou uma rotina de treinos online e com monitoria. Todos os dias, às 10h da manhã, os 32 jogadores realizaram atividades em tempo real com acompanhamento da comissão técnica do clube.

– Montamos a semana toda de treinos, com o profissional mostrando pra eles (o que deveria ser feito), eles receberam no celular, todos receberam, e eles mandavam a imagem de volta, num quadro com os 32 jogadores ao mesmo tempo, vendo eles treinando. Foi a maneira que eu encontrei para criar uma alternativa, porque já que eles não podem vir a nós, nós vamos a eles – completou.

Como a extensão da quarentena em São Paulo até o dia 31 de maio, as atividades no CT continuam suspensas. Por conta disso, Luxa revelou que a rotina de treinos remotos seguirá esta semana. No entanto, mais uma novidade vai se colocada em prática: a tática.

– A partir desta semana, eu vou pensar na parte tática imaginando alguns jogos com times diferentes taticamente, um 4-2-3-1 contra um 4-4-2, eu vou imaginar todos esses confrontos e eu vou passar para os jogadores para que eles possam ver nas suas posições como eles vão funcionar. Então, eu mando para eles, não ao vivo, mas passando toda a movimentação tática defensiva e ofensiva de um trabalho contra uma equipe que está jogando de outra forma, e as duas se enfrentando. Além dos treinamentos que estamos fazendo, vou passar isso para eles.

– A gente sabe que tem adversários na Copa Libertadores que jogam com três zagueiros, nós sabemos como funcionam as equipes no Campeonato Brasileiro. Então, vou colocar o time que eu penso contra essas equipes como se fosse um jogo realmente de futebol. A partir da semana que vem eles vão treinar e vão ter pós-treino, para que eles fiquem em casa, peguem o computador e vão analisar um pouco da parte tática daquilo que eles vão enfrentar lá na frente – finalizou.

Na visão do treinador os resultados estão sendo positivos. A ideia é ter um melhor desenvolvimento físico dos atletas, posicionando melhor o Palmeiras perante os outros clubes. Agora, com a aplicação de treinos táticos, o técnico tenta novamente estar um passo a frente dos rivais.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo